categorias

Marcadores

3.8.17

Perdi o Jeito


Quando eu tinha 9 anos, minha prima me ensinou a andar de bicicleta com a bicicleta dela. Eu nunca tive a minha própria, então só andava às vezes, quando emprestava de alguém.

Em 2013 eu já estava morando em São Paulo há 2 anos e naquele final de ano eu fui visitar minha família lá em Pernambuco. Meus pais tinham comprado uma bicicleta para meu irmão mais novo. Fazia anos que eu não subia numa, então quis andar um pouquinho naquela. Subi, pedalei uma vez e parei. Eu ainda tinha o equilíbrio, mas não conseguia manter o guidão reto. Conseguia ficar em pé na magrela, mas parecia uma velhinha com Parkinson. Eu tinha perdido o jeito.

É mais ou menos isso que eu tô sentindo agora, mas em relação ao blog. Gente, eu não sei mais escrever. Desaprendi. Será que dá pra desaprender a escrever? Dá, né? Pelo menos, acho que dá pra ficar meio enferrujado. Tenho algumas ideias de posts anotadas e algumas outras que eu tô guardando dentro dessa minha cabeçona, com aquela vontadinha de falar sobre e tal. Mas eu não tô conseguindo escrever nada.

Não sei mais construir frase. 

Comecei o post do livro de julho do grupo de leitura da Maki/Ka/Clara - entrei no grupo no mês passado – e toda vez que eu ia unir duas frases ou acontecimentos ou whatever eu usava “e”. Certo que o “e” serve justamente para unir, mas eu repeti em todos os páragrafos. Ficou um post meio linguisticamente pobre. Ele tá aqui esperando ser revisado e melhorado, tadinho, hehe.

Já faz 1 mês que abri o blog e só postei duas vezes. Eu queria ter postado bem mais, mas falhei várias vezes quando sentei para digitar um post. Sempre que penso no assunto de mds eu não sei mais blogar, só consigo pensar que é falta de costume de escrever textão. Cês acham que melhora a medida que eu for postando mais?

Também aconteceu de, por um momento, eu ficar achando que eu só tava me cobrando demais e me menosprezando, mas isso durou pouco e voltei a achar que tá ruim mesmo. A propósito, queria desenvolver mais esse post que vos fala, tentar explicar com mais detalhes, mas né? Não vamos estar tendo, senhor.

Apesar disso, não desanimei com o blog. Só fiquei um pouco frustrada. Pela primeira vez em 2 anos, eu tenho ideias para dividir com vocês, mas tô bugada, haha.

HAAAAAAAAAALP!

Quando eu tinha 9 anos, minha prima me ensinou a andar de bicicleta com a bicicleta dela. Eu nunca tive a minha própria, então só andava às vezes, quando emprestava de alguém.

Em 2013 eu já estava morando em São Paulo há 2 anos e naquele final de ano eu fui visitar minha família lá em Pernambuco. Meus pais tinham comprado uma bicicleta para meu irmão mais novo. Fazia anos que eu não subia numa, então quis andar um pouquinho naquela. Subi, pedalei uma vez e parei. Eu ainda tinha o equilíbrio, mas não conseguia manter o guidão reto. Conseguia ficar em pé na magrela, mas parecia uma velhinha com Parkinson. Eu tinha perdido o jeito.

É mais ou menos isso que eu tô sentindo agora, mas em relação ao blog. Gente, eu não sei mais escrever. Desaprendi. Será que dá pra desaprender a escrever? Dá, né? Pelo menos, acho que dá pra ficar meio enferrujado. Tenho algumas ideias de posts anotadas e algumas outras que eu tô guardando dentro dessa minha cabeçona, com aquela vontadinha de falar sobre e tal. Mas eu não tô conseguindo escrever nada.

Não sei mais construir frase. 

Comecei o post do livro de julho do grupo de leitura da Maki/Ka/Clara - entrei no grupo no mês passado – e toda vez que eu ia unir duas frases ou acontecimentos ou whatever eu usava “e”. Certo que o “e” serve justamente para unir, mas eu repeti em todos os páragrafos. Ficou um post meio linguisticamente pobre. Ele tá aqui esperando ser revisado e melhorado, tadinho, hehe.

Já faz 1 mês que abri o blog e só postei duas vezes. Eu queria ter postado bem mais, mas falhei várias vezes quando sentei para digitar um post. Sempre que penso no assunto de mds eu não sei mais blogar, só consigo pensar que é falta de costume de escrever textão. Cês acham que melhora a medida que eu for postando mais?

Também aconteceu de, por um momento, eu ficar achando que eu só tava me cobrando demais e me menosprezando, mas isso durou pouco e voltei a achar que tá ruim mesmo. A propósito, queria desenvolver mais esse post que vos fala, tentar explicar com mais detalhes, mas né? Não vamos estar tendo, senhor.

Apesar disso, não desanimei com o blog. Só fiquei um pouco frustrada. Pela primeira vez em 2 anos, eu tenho ideias para dividir com vocês, mas tô bugada, haha.

HAAAAAAAAAALP!

Instagram