categorias

Marcadores

9.9.17

7 sensações que eu amo

Mal cheguei e já sumi, hein?

Não estava desanimada com o blog, só não estava com vontade de blogar (dá no mesmo isso?). Acho que fiquei com preguiça do beda. Beda esse que eu não fiz, mas que fui muitíssimo bombardeada com tantos posts que cheguei ao ponto de cansar de blogs, haha. Meu feedly tá lá cheio de posts de bedas alheios que eu ainda nãoly & sódeossabequandolerey.

Mas agora, 1h da manhã de um feriado prolongado, deu vontade de escrever um post. Resolvi postar logo antes que a vontade sumisse, mesmo sem ter tempo de tirar fotos para ilustrar. Aí entra o Unsplash, que foi de onde peguei todas as fotos para salvar o post da madrugada vitrola rolando um blues tocand... ops.

Post de hoje tem um tema meio aleatório meio diarinho meio tag: sensações que eu amo. Se eu não me engano, eu vi esse tema no blog da Melina Souza um tempão atrás, mas realmente não tenho certeza. Dito isso, bora.

7 sensações que eu amo | post em: Onde as Estrelas são Selvagens


1. Imensidão

Quando vocês ficam olhando pro céu ou pro mar, vocês sentem que a alma de vocês foi preenchida por um milhão de WOOOOWs? Quando eu olho pro céu ou pro mar, eu sinto que a minha alma foi preenchida por um milhão de WOOOOWs. Também pode ser aquela não tem o que dizer, só sentir.

E essa é a melhor explicação sobre essa sensação que vocês receberão de mim.

7 sensações que eu amo | post em: Onde as Estrelas são Selvagens

2. Ouvir de novo uma música que você adora, mas que não ouvia há muito tempo

Quando a gente descobre aquela música incrível, a gente fica num looping infinito durante dias, ouvindo o dia inteiro no repeat. Coloca até como despertador. Mas aí a gente abusa e jura que não quer nunca mais ouvir essa disgrama. Depois de meses, ouvindo as suas músicas no aleatório, de repente ela toca. Nostalgia & lembranças. É bom sentir isso, né?

7 sensações que eu amo | post em: Onde as Estrelas são Selvagens

3. Vestir uma calça depois de ter depilado as pernas

Nem só de "sensações tumblr" vive esse post. Eu não gosto muito de usar calça, principalmente no calor, mas amo a sensação do toque do tecido na pele sem interferência dos pelinhos. É como se fossem mini cócegas fofinhas, haha.

7 sensações que eu amo | post em: Onde as Estrelas são Selvagens

4. Beber líquido quente quando tá muito frio

Não tem feito taaanto frio nos últimos invernos paulistas, mas sempre tem aquela semana que tá tão frio que congela até o juízo da gente. Eu não sou de sentir muito frio, pelo contrário até, mas quando tá tipo uns 10º eu arrego e começo a realmente me encapotar de roupas e mais roupas. Aí, toda encapotada, vou na cozinha pegar aquele café com leite. Aquele chocolatinho. Aquele cházinho pra quem é de cházinho. É um abraço pelo lado de dentro. Muito maravilhoso. Recomendo.

7 sensações que eu amo | post em: Onde as Estrelas são Selvagens

5. Tomar banho gelado quando tá muito calor

Para contrapor o tópico anterior, vim reclamar do calor de janeiro já agora em setembro mesmo. Gente, eu detesto calor. Passar frio é ruim, mas calor é horrível, odeio calor mesmo. Sou nordestina, mas eu morava no agreste pernambucano numa cidade que tem uns 600m de altitude, ou seja, lá faz um friozinho no inverno e eu sou essa pessoa que gosta do friozinho, hehe. Apesar de Itaquá(quecetuba, onde moro agora) ser bem alta também, chega dezembro e começa um calor desgraçado que se estica até janeiro. Todo Natal é a mesma cena: a gente janta suando. 

Agora que vocês já tem essa cena lymda bem definida na mente de vocês, eis um refresco: banho gelado. Tem coisa melhor do que matar (com água fria) quem tava te matando (calor)? Tem não. Vale chuveiro, praia, rio, cachoeira, mangueira ou emborcando caneco mesmo. Famoso banho de cuia.

7 sensações que eu amo | post em: Onde as Estrelas são Selvagens

6. Sentir o cheirinho do alho fritando na panela

Nesse tópico, parei para pensar se não tô sendo muito aleatória, mas todo mundo que já sentiu esse cheirinho vai concordar comigo. Amo esse cheirinho. Definitivamente, essa é a melhor parte de cozinhar (eu não gosto de cozinhar, haha). Alguém tem que fazer uma ode à pessoa que viu lá uma panela e uns dentes de alho e resolveu que refogar as comidas dá muito certo.

7 sensações que eu amo | post em: Onde as Estrelas são Selvagens

7. Mundo pequeno

Eu não acredito em destino, acho que as coisas acontecem por puro acaso. Umas coisas assim de calcular probabilidade e tal. Mas às vezes acontecem umas coincidências que a gente quase vai pro lado místico da coisa. Quando eu morava lá em PE, quase nunca tinha isso de conhecer uma pessoa e depois descobrir que a gente tinha mais umas 4 pessoas em comum. Geralmente, era uma ou duas, no máximo. Mas aqui em SP todo mundo que eu conheço trás na bagagem uma pessoa que já conheci antes. Chega a ser louco. Todo mundo aqui nessa região metropolitana se conhece, pelamor, haha. Tempos atrás, estudei com um guri que mora na cidade vizinha. Até aí tudo certo. Mas depois descobri que ele conhecia 3 meninas que eu também conhecia (moram na mesma cidade que ele) e um menino de SP capital que joga LOL com meu irmão (!!!!!!).

• • •

Esse post não é tag nem meme nem nada do tipo, mas se você sentiu uma vontadinha de fazer esse post, por favorzinho, faça sim! Esse é o tipo de coisa aleatória que eu amo saber sobre as pessoas <3 

Obrigada por ler e até já {:

Creditos das fotos na ordem em que apareceram: 
1. Emma Hall / 2. Emma Frances Logan / 3. Íris Juana (essa mocinha é br ♥) / 4. Larm Rmah / 5. Lubomirkin / 6. Sébatien Marchand / 7. Shane Rounce
Mal cheguei e já sumi, hein?

Não estava desanimada com o blog, só não estava com vontade de blogar (dá no mesmo isso?). Acho que fiquei com preguiça do beda. Beda esse que eu não fiz, mas que fui muitíssimo bombardeada com tantos posts que cheguei ao ponto de cansar de blogs, haha. Meu feedly tá lá cheio de posts de bedas alheios que eu ainda nãoly & sódeossabequandolerey.

Mas agora, 1h da manhã de um feriado prolongado, deu vontade de escrever um post. Resolvi postar logo antes que a vontade sumisse, mesmo sem ter tempo de tirar fotos para ilustrar. Aí entra o Unsplash, que foi de onde peguei todas as fotos para salvar o post da madrugada vitrola rolando um blues tocand... ops.

Post de hoje tem um tema meio aleatório meio diarinho meio tag: sensações que eu amo. Se eu não me engano, eu vi esse tema no blog da Melina Souza um tempão atrás, mas realmente não tenho certeza. Dito isso, bora.

7 sensações que eu amo | post em: Onde as Estrelas são Selvagens


1. Imensidão

Quando vocês ficam olhando pro céu ou pro mar, vocês sentem que a alma de vocês foi preenchida por um milhão de WOOOOWs? Quando eu olho pro céu ou pro mar, eu sinto que a minha alma foi preenchida por um milhão de WOOOOWs. Também pode ser aquela não tem o que dizer, só sentir.

E essa é a melhor explicação sobre essa sensação que vocês receberão de mim.

7 sensações que eu amo | post em: Onde as Estrelas são Selvagens

2. Ouvir de novo uma música que você adora, mas que não ouvia há muito tempo

Quando a gente descobre aquela música incrível, a gente fica num looping infinito durante dias, ouvindo o dia inteiro no repeat. Coloca até como despertador. Mas aí a gente abusa e jura que não quer nunca mais ouvir essa disgrama. Depois de meses, ouvindo as suas músicas no aleatório, de repente ela toca. Nostalgia & lembranças. É bom sentir isso, né?

7 sensações que eu amo | post em: Onde as Estrelas são Selvagens

3. Vestir uma calça depois de ter depilado as pernas

Nem só de "sensações tumblr" vive esse post. Eu não gosto muito de usar calça, principalmente no calor, mas amo a sensação do toque do tecido na pele sem interferência dos pelinhos. É como se fossem mini cócegas fofinhas, haha.

7 sensações que eu amo | post em: Onde as Estrelas são Selvagens

4. Beber líquido quente quando tá muito frio

Não tem feito taaanto frio nos últimos invernos paulistas, mas sempre tem aquela semana que tá tão frio que congela até o juízo da gente. Eu não sou de sentir muito frio, pelo contrário até, mas quando tá tipo uns 10º eu arrego e começo a realmente me encapotar de roupas e mais roupas. Aí, toda encapotada, vou na cozinha pegar aquele café com leite. Aquele chocolatinho. Aquele cházinho pra quem é de cházinho. É um abraço pelo lado de dentro. Muito maravilhoso. Recomendo.

7 sensações que eu amo | post em: Onde as Estrelas são Selvagens

5. Tomar banho gelado quando tá muito calor

Para contrapor o tópico anterior, vim reclamar do calor de janeiro já agora em setembro mesmo. Gente, eu detesto calor. Passar frio é ruim, mas calor é horrível, odeio calor mesmo. Sou nordestina, mas eu morava no agreste pernambucano numa cidade que tem uns 600m de altitude, ou seja, lá faz um friozinho no inverno e eu sou essa pessoa que gosta do friozinho, hehe. Apesar de Itaquá(quecetuba, onde moro agora) ser bem alta também, chega dezembro e começa um calor desgraçado que se estica até janeiro. Todo Natal é a mesma cena: a gente janta suando. 

Agora que vocês já tem essa cena lymda bem definida na mente de vocês, eis um refresco: banho gelado. Tem coisa melhor do que matar (com água fria) quem tava te matando (calor)? Tem não. Vale chuveiro, praia, rio, cachoeira, mangueira ou emborcando caneco mesmo. Famoso banho de cuia.

7 sensações que eu amo | post em: Onde as Estrelas são Selvagens

6. Sentir o cheirinho do alho fritando na panela

Nesse tópico, parei para pensar se não tô sendo muito aleatória, mas todo mundo que já sentiu esse cheirinho vai concordar comigo. Amo esse cheirinho. Definitivamente, essa é a melhor parte de cozinhar (eu não gosto de cozinhar, haha). Alguém tem que fazer uma ode à pessoa que viu lá uma panela e uns dentes de alho e resolveu que refogar as comidas dá muito certo.

7 sensações que eu amo | post em: Onde as Estrelas são Selvagens

7. Mundo pequeno

Eu não acredito em destino, acho que as coisas acontecem por puro acaso. Umas coisas assim de calcular probabilidade e tal. Mas às vezes acontecem umas coincidências que a gente quase vai pro lado místico da coisa. Quando eu morava lá em PE, quase nunca tinha isso de conhecer uma pessoa e depois descobrir que a gente tinha mais umas 4 pessoas em comum. Geralmente, era uma ou duas, no máximo. Mas aqui em SP todo mundo que eu conheço trás na bagagem uma pessoa que já conheci antes. Chega a ser louco. Todo mundo aqui nessa região metropolitana se conhece, pelamor, haha. Tempos atrás, estudei com um guri que mora na cidade vizinha. Até aí tudo certo. Mas depois descobri que ele conhecia 3 meninas que eu também conhecia (moram na mesma cidade que ele) e um menino de SP capital que joga LOL com meu irmão (!!!!!!).

• • •

Esse post não é tag nem meme nem nada do tipo, mas se você sentiu uma vontadinha de fazer esse post, por favorzinho, faça sim! Esse é o tipo de coisa aleatória que eu amo saber sobre as pessoas <3 

Obrigada por ler e até já {:

Creditos das fotos na ordem em que apareceram: 
1. Emma Hall / 2. Emma Frances Logan / 3. Íris Juana (essa mocinha é br ♥) / 4. Larm Rmah / 5. Lubomirkin / 6. Sébatien Marchand / 7. Shane Rounce

Instagram