dois mil e dezenove


2019 chegou com os dois pés na porta, né? As coisas no mundo estão bem loucas, mas mais do que nunca eu procuro tranquilidade em mim mesma para conseguir realizar todas as coisas que eu quero e nem sei direito o que são ainda. 

Meu melhor amigo, boy e quase marido sempre brinca que somos patos porque queremos fazer muitas coisas profissionalmente. Pato anda, voa e nada, sabe? Acho que eu sou ainda mais pata do que ele: quero ser designer, programadora front-end, ilustradora, tatuadora e ter uma marca de alguma-coisa-não-definida-ainda-porque-quero-muitas-coisas.

Mas agora, meu foco é continuar o que já estou fazendo:

_ a loja de templates no Etsy, que eu pretendo levar enquanto for viável, porque eu realmente adoro fazer templates para Blogger. Tem um monte de tretas ridículas já que o Blogger é todo temperamental, mas eu tenho muito carinho por essa joça, haha.

_ terminar a faculdade. Depois de anos tentando e falhando muito em concluir uma graduação, finalmente estou bem para conseguir fazer isso. A previsão de conclusão é no final desse ano (:

Estou bem feliz que tenho conseguido estudar, que não "surtei" nenhuma vez em 2018 e na maior parte de 2017. Alguns momentos esquisitos, mas nenhuma crise depressiva em mais de 1 ano e meio. Não consegui estudar para tirar sempre 10 nas provas - inclusive tirei notas 4 umas duas vezes - mas no geral tive notas altas e passei os semestres tranquilamente.

Outro capricho de pata

Eu quero aprender a costurar e a culpa é toda do Pinterest. Eu tenho uma pasta de lingeries e biquinis lá com pins de produtos gringos, em sua grande maioria, e são todos lindos de morrer! Mas claro que não tem no Brasil, né beninas?! :~

Eu sempre fico chateadíssima que essas coisas lindas que sempre salvamos por lá nunca estão disponíveis para nós. E quando estão, não são nada acessíveis. Metade dos pins que salvei são de coisas inacessíveis que eu amaria ter, então na minha cabeça a solução mais fácil é fazer essas peças eu mesma. Quando penso nisso, me escuto dizendo "tu é meio doida, né mermo?". Na nossa imaginação é super simples e fácil, mas claro que na prática são outros quinhentos...

De qualquer forma, aprender a costurar é uma coisa que quero começar esse ano e tão logo possa, vou juntar uns trocados para comprar uma máquina, que thanksgod, é até bem acessível.

O que eu li em 2018

Foi pouca coisa. E, assim como em 2017, foi um ano de livros bem mais ou menos, pouquíssimos com 4 ou 5 estrelas. Foram 22 livros com avaliação média de 3.6, eu acho esse resultado meio triste, haha. Houve uma época em que eu queria ler muitos livros anualmente, só para fazer volume mesmo. Hoje em dia eu só queria ler livros bons e interessantes, como eu disse: já são dois anos lendo coisas meio chatas.

Comecei 2019 lendo Meridiano de Sangue, do Cormac McCarthy. Tô adorando a escrita do cara. É um negócio de outro mundo o jeito que esse homem escreve! Mas o que tem de bonito, tem de complicado porque ele vai escrevendo tudo assim e assado e não dá pausa e vai emendando uma frase na outra só usando "e" e quando chega no final do páragrafo você está tonto e não entendeu direito o que aconteceu porque não tem nenhuma parada nessas linhas todas e você começa a ler tudo apressado e correndo e entende a beleza e a utilidade da invenção da vírgula. Não é tão complicado quando Grande Sertão: Veredas - que inclusive nunca terminei de ler por motivos de não consegui - mas com certeza vou precisar reler para absorver melhor as coisas.

Eu falei sobre alguns livros que li no primeiro semestre do ano no post anterior. E aqui você pode ver os 22 livros, se interessante for (:

Em setembro, eu assinei a caixa Curadoria da Taglivros por 3 meses e resolvi não renovar agora, mas pretendo assinar novamente mais para frente esse ano. Ainda não li os 3 livros que recebi, nem os outros 2 kits antigos que comprei na loja da Tag, mas tô pensando em fazer post sobre a experiência da assinatura. Que tal?

a síndrome do template bonito

Eu queria um template daora. Só isso. Eu faço um monte de templates, mas sinto que eles nunca servem para mim, só para os outros. Aí tô sempre nesse chove-não-molha, querendo fazer um template que fosse 1000% a minha cara e nunca conseguindo fazer nem dez desses mil.

Comentei no twitter esses dias que queria voltar a blogar, mas o template sempre me empata porque é muito importante para mim. Queria não dar tanta bola para isso e conseguir usar qualquer fundo branco com fonte arial #333, mas me incomoda horrores, haha. Digo para mim mesma que é frescura, e deve ser mesmo, mas cá estamos nós sempre lamentando a falta de um tema que me represente como eu quero. 

Vou tentar criar algo até o fim das férias, mas por enquanto vou ficar com esse mesmo que catei da loja e tentar escrever mais posts, já que é disso que é feito um blog, né não?

então é isso

Só queria fazer um apanhadão de coisas aleatórias, superficialmente mesmo, para ilustrar um pouco do que foi o meu 2018 na vida real e em sentimento/pensamento. Tem coisas que talvez eu venha falar com mais profundidade, mas vou ficar feliz se eu conseguir apenas vir aqui falar sobre qualquer coisa que seja, haha.

Até já, pessoal (:

Comentários

  1. Anônimo8.1.19

    Tu não faz ideia do quão feliz eu fiquei quando descobri a sua lojinha de templates, de longe você materializa tudo o que quero pro meu blog. Eu admiro demais o seu talento e sou mt grata pelo seu trabalho.

    Eu espero q 2019 seja infinitamente melhor pra você e que dê tudo muito certo.
    Aparece mais vezes, por favorzinho rs.

    Ps: Quando sai temas novos na loja? São tantas opções incríveis que não sei qual comprar, meu medo é pegar um e amanhã você postar outro mais lindão ainda kk.

    Obrigada Gabiiiiiiiiii, por tudo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oiii
      obrigada <3 fico muito feliz quando elogiam a loja hahaha
      não posso te dar uma data, mas ainda esse mês saem mais temas (:

      P.S.: TU NÃO DEIXOU TEU NOMEEEEEEEEE, alou quem é vc? hahaha
      bj bj e obrigada por comentar!

      Excluir
  2. isso do template pra conseguir manter o blog eu sinto muuuuito. e no caso fui salva por você HAHAHAHAH ♥ mas é foda a gente se prender tanto a isso né? socorro

    e eu queria ser menos pata porque nisso de querer ser/fazer tudo eu deixo MUITA coisa pela metade :( deusas me mandem foco nesse 2019 pelamorrrr

    ResponderExcluir
  3. Gabi, tudo bem?

    Resolvi que vou voltar a blogar de forma decente em 2019.Esse negócio do template que você você fala, me lembra muito de quando eu jogava The Sims, a casa nunca era boa o suficiente pra eu me empolgar e me manter no jogo! haha. Eu adorei esse tema, aliás.

    A sua loja é maravilhosa, inclusive já tenho meu tema GBML instalado no Inventando assunto e to muito feliz! Sempre admirei muito seu trabalho, você tem talento pra isso!

    Também quero aprender a costurar, aprendi a bordar e agora quero uma máquina de costura, mas to com outros gastos na fila, então ela vai esperar.

    Pode falar da experiência da TAG sim, embora eu ache que vai demorar MUITO pra eu comprar livro físico de novo, porque 1, o Kindle me ajuda a ler mais, 2, não tenho mais espaço pra colocar livro!

    Que 2019 seja um ano de realizações e que a gente se encontre mais nessa blogosfera!

    Um beijo <3

    ResponderExcluir
  4. Primeiro: não sabia que você tinha voltado!! Que ótimo <3

    Segundo: assim como a Bárbara, você também me salvou da dor de cabeça do template. Tô usado a sua versão free, mas pretendo comprar um na sua lojinha em breve. Na verdade, na verdade, eu estava pensando eu migrar para o wordpress, mas ainda tô calculando os custos. Não sei se a minha volta à blogosfera é só fogo de palha, sabe? Espero que não, estou empolgada. Vamos ver.

    Terceiro: eu também gostaria MUITO de aprender a costurar. Minha avó sempre teve máquina. Ela não é uma grande costureira, mas faz reparos e até roupas às vezes. Eu nunca me interessei. Daí a minha tia, recentemente, comprou uma máquina super chique, eu fiquei encantada e usei uma vez. Ela me ensinou a fazer uma carteira e, depois de pronta, fiquei pra mim. Tá toda torta, óbvio, mas é tão legal <3 Eu não tenho muito talento, mas é terapêutico. Agora tá baixando em mim o santo do amigurumi. Vou ver se compro linha a agulha pra começar. Eu, definitivamente, não sou a pessoa dos trabalhos manuais, mas toda vez que faço algo assim (até cortar papel, juro) eu me sinto tão bem.

    Que nós consigamos nos manter na blogosfera em 2019, friend! Beijos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

subir